Estrada do Encanamento, 675.

Casa forte

info@emporiopernambucano.com.br

Tel: (81) 9 7914-3028

© 2015 por Empório Pernambucano

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

Cavalo Marinho

January 9, 2018

 

Cavalo Marinho é uma forma de expressão da Cultura Pernambucana, registrada como Patrimônio Imaterial do Brasil, pelo IPHAN. Seu ritmo pulsante é o Baião. Binário presente em outras expressões culturais do mundo a fora. Assim como a rabeca, o pandeiro, a baje e o mineiro, instrumentos musicais do “banco”, o conjunto de toadeiros. Eles entoam cantos e tocam, num extenso repertório ao longo da noite. A festa pode chegar a durar mais de 8h.

 

A dança pulsa na sincope do baião, num simples exercício de pulsação, vigor, resistência, equilíbrio, leveza, controle do peso, respiração e presença. Os passos denominam-se trupé ou pisada, e certamente perderam-se nos tempos dos antigos caminhos entre África, América e Europa.

 

 

No corpo ainda sai rasteira, salto, marguio, trejeito e muganga que o brincador pode expressar. Figureiro é quem bota figura, é o ator principal do teatro do Cavalo Marinho. Seus personagens interpretam as falas, os gestos, dos tipos humanos, bem como animais e imaginários do universo da Zona da Mata Canavieira, do Agreste e do mundo rural, onde tem graça, festa e samba.

 

Quer saber mais? Da um "Viva Pareia” pro colaborador Frank Sósthenes, Mestre em História Social da Cultura, autor do livro "Da Boca da Noite à Barra do Dia" e coordenador do grupo de Danças Boi da Grande Loa. Esse rapaz de boina e sorriso largo puxando a dança no vídeo. Pelas lentes de Nelson Alves, registro do Grupo de Cavalo Marinho Boi da Luz, do jovem Mestre Dinda Salú, no Centro Histórico de Olinda – PE, no dia 22 de dezembro de 2017.

 

https://www.facebook.com/EmporioPernambucano/videos/938646596290493/

 

Conheça nossa mercearia online

 

 

__________________________________________________________________________________________

 

Frank Sósthenes é artista, produtor cultural e pesquisador da cultura popular pernambucana, com Mestrado em História Social da Cultura pela Universidade Federal Rural de Pernambuco. Autor do livro da “Boca da Noite à Barra do Dia: As Representações do Cavalo Marinho de Bombo”, integrante do Grupo Boi Marinho; Produtor e músico do Forró na Caixa e Sagaranna; Coordenador do Grupo de Danças Boi da Grande Loa e da Sustenidos Produções Culturais. Tem 33 anos. É recifense radicado em Olinda.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Blog

Posts em Destaque

Engenho São Pedro e a produção de Cachaça ecologicamente correta

May 5, 2018

1/10
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga nos
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon