Estrada do Encanamento, 675.

Casa forte

info@emporiopernambucano.com.br

Tel: (81) 9 7914-3028

© 2015 por Empório Pernambucano

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

Casal de Itapetininga investe em queijo artesanal cinza

 

Produtores usam cinza vegetal no alimento e receita leva 3 meses.

Casal diz que encontrou no trabalho uma nova proposta de vida.

 

 O casal de produtores de queijos artesanais Martin Breuer e Maristela Nicolellis, de Itapetininga (SP), criaram uma receita de queijo que leva três meses para ficar pronta e é feito com cinza vegetal. Chamado de "tropeirinho", o alimento fica com a tonalidade cinza e demora 90 dias para ser vendido para dar tempo suficiente "para maturar e ganhar qualidade".

 

"Ele tem que ter o momento de cura dele. Esses queijos especiais são maturados em câmara de maturação com temperatura e umidade reguladas. E aí elas começam a criar uma textura e uma cor que não tem nos queijos que são feitos hoje e amanhã estão no mercado", afirma Maristela, que é mestra queijeira da empresa.

 

O casal é um exemplo de produtores rurais que encontraram na fabricação de alimentos artesanais uma nova proposta de vida. Nesse caso o artesanal não é simplesmente um "rótulo". Para ganhar esse "status" tudo começa no leite usado para produzir os queijos. As vacas leiteiras são acompanhadas de perto pelos produtores, que evitam a todo custo que os animais tenham medo ou susto, tudo para garantir uma melhor e maior produtividade.

 

"Primeiro agente precisa ter certeza que alguém está trabalhando antes para produzir o leite. Porque queijo é leito acumulado, então tem que começar com uma matéria prima de primeira. Sem um leite de qualidade, não dá para fazer um queijo de qualidade", diz ainda Maristela.

 

O marido dela, Martin Breuer, explica que a supervisão maior a todas as etapas da produção diminui a escala de produtividade, mas garante um produto melhor. "A diferença do artesanal pelo industrial é a verticalidade. O artesanal trabalha desde o início até o fim da cadeia. É a produção da matéria prima e o beneficiamento", diz

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Blog

Posts em Destaque

Engenho São Pedro e a produção de Cachaça ecologicamente correta

May 5, 2018

1/10
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga nos
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon